Skip to content

Como Memorizar Toda a Matéria que Estudou em 5 Passos

 

Sente dificuldade em aprender como memorizar o que estudou?

Você passou os últimos meses se dedicando aos estudos, privando-se do lazer e outras atividades que tinha o costume de fazer.

A sua dedicação aos estudos na intenção de passar no concurso público fora intensa, mas infelizmente você não alcançou uma nota que oferecesse a sua aprovação.

Mas como isso aconteceu?

Bem, pode-se dizer que existem duas opções: você não estudou o suficiente ou a sua memória te deixou na mão.

Obviamente que a segunda opção seria mais coerente levando em consideração as circunstâncias, mas isso não deixa de ser algo desanimador, afinal de contas você se dedicou tanto.

Ou seja, você nadou incansadamente com certeza de que teria sucesso, mas no fim morreu na praia.

Infelizmente esse é um problema comum entre grande parte dos concursandos, e até mesmo de estudantes em geral.

Ocorre que essa tarefa de guardar toda a matéria que estudou para ter uma boa nota na prova, não é fácil.

Ela exige uma série de outras iniciativas, como a organização ou até se livrar da sua ansiedade.

Confira algumas dicas abaixo sobre como memorizar e guardar toda a matéria que estudou?

*** Antes de começar a ler as dicas, entenda que a grande parte das técnicas a qual estão presentes neste artigo indicam a necessidade de fazer resumos sobre as matérias estudadas.

Tecnicamente, o resumo é algo crucial para testar tanto a sua compreensão, como também a memorização.

Afinal de contas, uma coisa leva a outra. Portanto, crie esse hábito de fazer resumo sempre que for estudar.

1 – Como Memorizar  Após uma semana de estudo, comece a revisar o que estudou

Reativar as suas recordações é necessário para que elas se mantenham intactas a partir da sua memória.

Isso é válido não apenas para o conteúdo que estudou na última semana, mas para outras lembranças que julga importante e que aos poucos estão desaparecendo da memória por não permitir que sejam revividas.

Após uma longa e cansativa semana de estudos, analisando conteúdos diversos e de diferentes níveis (complexidade), é difícil mantê-los em sua mente, mesmo ao compreendê-los.

Por isso, será preciso “revivê-los” em sua memória a partir da revisão – mas para isso ser possível deve criar resumos com trechos precisos.

2 – Faça exercícios ou simulados para testar seu nível de compreensão

Memorizar um conteúdo sem ao menos saber o que ele significa, não é simples, inclusive há pessoas que apontam isso como impossível.

Por isso o foco de seus estudos devem ser o aprendizado real.

Foque na compreensão do conteúdo ao qual está estudando, pois sem isso, será impossível guardá-lo em sua memória.

Para que consiga aprender como memorizar e guardar toda a matéria que estudou foque no aprendizado, e não existe forma mais eficaz de testar o seu conhecimento, se não na realização de exercícios ou simulados.

Tente fazer ao menos um simulado por semana, ou solucionar exercícios aleatórios sobre a matéria estudada, até fixá-la na mente.

3 – Crie o costume de revisar a matéria que estudou no dia

Como assim revisar a matéria que você estudou no dia? Simples. Essa seria uma técnica indicada por Alberto Dell’Isola, conhecido como “homem-memória” do Brasil.

A técnica diz que nas primeiras 24 horas após sua sessão de estudo, deve realizar uma revisão de 10 minutos para cada hora de leitura (a cada uma hora).

Segundo Dell’Isola, a técnica deve ser feita neste período porque sem dúvidas é o momento em que as pessoas mais perdem informações, e com isso, o fato de revisar o que foi estudado pode ajudar a segurar a sua memória.

Mas entenda, o resumo deve ser contido, apenas com dados chave que te auxiliam na fixação.

*** O “homem-memória” diz que pode ser interessante criar fichamentos e até fichas-resumo, podendo analisar novamente os conteúdos, mas sem que tenha a necessidade de lê-los por completo

. No entanto, para que isso dê certo passa a ser necessário separar os trechos que são considerados “chave”, ou seja, com capacidade de lembrá-lo sobre o restante do conteúdo que não está no resumo.

4 – Comece a fazer resumos usando a estratégia de palavras-chave

Outra técnica que pode te ajudar a guardar toda a matéria que estudou seria a criação de um resumo com palavras-chave.

Pense, as palavras-chave possuem a capacidade de estimular a memorização de outros trechos importantes, que de fato têm algum relação com essas palavras, o que não deixa de ser interessante.

As palavras-chave te ajudam alinhar as informações na sua mente, fazendo com que uma palavra puxe a outra, até que se lembre de todo o conteúdo que passa a ter uma relação com as mesmas.

Dessa forma, ao montar algum resumo use a estratégia de aplicar palavras-chave, mas busque utilizar as opções memoráveis.

5 – Quando for estudar, se livre de todas as distrações a sua volta

A concentração é algo indispensável nos estudos, por isso que o ideal é manter as tentações longe de você, no caso, tentações que podem distraí-lo e fazer seu processo de estudo se tornar um grande fracasso.

O celular, televisão, rádio ou outros objetos, devem ficar longe do seu local de estudo para não atrapalhá-lo.

Essas distrações fazem com que o estudo entre em segundo plano, com isso, as memorizações se tornam impossíveis.

Neste caso inicie sua trajetória de estudo assim que encontrar um local tranquilo, com uma boa iluminação e móveis que sejam confortáveis.

Assim, pode passar quantas horas for preciso para estudar.

DICA EXTRA – EXPERIMENTE A TÁTICA DE DAR AULA PARA VOCÊ MESMO

A memorização é algo que exige insistência e principalmente, atenção. Por isso, experimentar a tática de dar aula para si mesmo pode ser interessante para ter a certeza de que compreendeu a matéria e principalmente, de que ela poderá ficar em sua mente.

Procure realizar isso sempre após terminar os seus estudos.

Essas dicas são cruciais para que você consiga memorizar a matéria estudada e, de certo modo, conseguir uma boa nota em suas provas.

Entenda que as dicas citadas acima são eficientes para diferentes casos de memorização, justamente por serem capazes de estimular sua mente.

Logo, se tornam de grande utilidade para guardar toda a matéria que estudou e assim, ser aprovado em concursos.